A CIDADE IMPERIAL QUE SE DESTACA NA AMERICA DO SUL, OU SEJA, A UNICA QUE NÃO PODE SER VISTA DE FORMA ANÁLOGA POR NENHUMA OUTRA. AO MESMO TEMPO, A TERRA DE PEDRO AINDA PODE VER E ABSORVER TUDO QUE AS OUTRAS OFERECEREM…

PASSO 1 – ATRATIVOS DA CIDADE:

Primeiro passo para conhecer a cidade de Petrópolis é entrar pelo bairro Quitandinha logo depois de subir a serra… Serra da Estrela! Logo no inicio a Casa do Alemão estará a sua espera. Veja bem, a casa do alemão é quase um fast food de comida alemã! Quer dizer que seja ruim? Não pelo contrário, mas não é um restaurante propriamente dito, apesar da estrutura e lojas espalhadas pelo município.

Para quem quiser parar, vale provar o combo com sanduiche de linguiça, croquete e refrigerante. Realmente é muito saboroso.

Se subir a serra e parar na casa do alemão já valeu pela vista maravilhosa e refeição que mata a curiosidade, agora é hora de parar no Palácio Quitandinha.

Palácio Quitandinha:

É sem dúvida um marco na cidade. Deixa começar dizendo que foi um cassino de estrutura Hollywoodiana na parte interna e Germânica na interna. É impossível passar por aqui e não parar pra, no mínimo, admirar. Hoje o SESC administra o Palácio e os eventos são intensos em boa parte do ano. Como petropolitano raiz, fico triste em dizer que a assiduidade é bem baixa, ou o engajamento é pouco por parte de meus conterrâneos.

Esse engajamento, ou falta dele, se deve ao fato de que o próprio cidadão não sente parte da comunidade. Isso pode mudar, mas mesmo com algumas tentativas da prefeitura, nem sempre isso acontece como veremos nas partes II, III…

(Palácio Quitandinha – Petrópolis – RJ)

A ideia hoje não é contar tudo, pois se falo tudo você acaba não vindo, mas imagina que Martha Rocha se sagrou Miss Brasil aqui no primeiro concurso nacional. Outra curiosidade muito bacana é o lago em frente que também recebe muitos turistas e poucos sabem que o desenho lago é o mapa do Brasil. Legal, né?

Seguindo então… E lembre-se siga sempre o rio que te levará até o centro da cidade!

Museu Imperial

A casa de Dom Pedro II, que governou por 49 anos, tem apenas 44 quartos! Coisa pouca imagina… A construção do palácio começou em 1845 e só foi concluída em 1862. E uma curiosidade é que o imperador não tinha escravos, mesmo o país todo sendo escravista. A entrada do museu custa em torno de 8 reais, e com a pandemia não está fácil a visitação. Logo o que fazer em Petrópolis, que já é limitado, fica um pouco mais restrito.

É muito legal fazer a visita, mas também se programar para tomar um café no Duetto’s Café ao lado do museu, mas ainda dentro do espaço o que te dá a possibilidade de ver tomar um café e ver a estrutura e jardim em um lugar fabuloso. Digo isso porque o lugar oferece uma das melhores estruturas da cidade, em um lugar que merece um café de qualidade.

(Museu Imperial – Petrópolis – RJ)

Na área do museu ainda se pode assistir ao Sarau e o Espetáculo Som e Luz. O jardim vira um verdadeiro palco para uma atração de qualidade feita para turistas.

Catedral  São Pedro de Alcântara 

Uma construção Neo Gótica e que vista de fora já impressiona. Para o turista que já visitou a Europa e grandes catedrais mundo a fora, sabe que a catedral da cidade não perde em nada para pelo menos 95% delas. No interior, belos vitrais retratam imagens de santos, de Cristo e da Sagrada Família.

O Mausoléu Imperial está sobre as lápides de Dom Pedro II, Dona Teresa Cristina, Conde d’Eu e Princesa Isabel, esculturas em tamanho natural que os representam. Logo na entrada do lado direito. É uma construção de simbolismo ímpar e que elevou o nível da cidade.

(Catedral São Pedro de Alcântara – – Petrópolis – RJ)

Uma observação importante é que de cima se pode ver o telhado em forma de cruz. É mais por curiosidade mesmo, porque não se vai voando até o topo rsrs.

Seguindo…

Palácio de Cristal

Passando pela rua 13 de maio chegaremos ao Palácio de Cristal. E por que falamos da rua 13 de maio? Bem, falaremos mais dela nas próximas partes… Então vamos seguindo.

 Ele existiu entre 1865 e 1951 de forma mais romântica é verdade, mas também serviu como estufa para as flores da Princesa Isabel. Sua estrutura tem como modelo o Crystal Palace londrino com suas fundições em ferro e cristais no lugar dos vidros atuais.

(Palácio de Cristal – – Petrópolis – RJ)

Conde D`Eu presenteou a princesa em 1984 e após muitas funcionalidades fico triste em dizer que quase não temos eventos no local e que o mais atrai ao turista é saber que o Palácio recebe muitos turistas durante o chopp a metro na Bauernfest, festa do colono alemã.

Bauernfest:

A festa acontece desde 1990, e sim eu lembro de ir quando era criança e estou praticamente entregando minha idade aqui, mas a festa perdeu muito espaço no começo dos anos 2000 e nos últimos anos ganhou muita força se espalhando e abraçando a cidade por todos os lados.

Como bom moselino, pois sou do bairro Mosela, fico muito feliz em dizer que a festa foi elevada a Patrimônio Cultural Imaterial do Rio de Janeiro. A festa movimenta a economia local de maneira consistente o que faz com que o local espere com ansiedade pelo evento.

* PARA SABER UM POUCO MAIS DA BAUERNFEST CLIQUE AQUI!

Os hotéis ficam cheios, os bares e restaurantes com fila de chegada, e os atrativos da cidade superlotados. De fato movimenta a cidade, mas nem todo petropolitano gosta do que vê, já que o transito não suporta o tamanho e proporção da festa.

Eu vejo como uma saída interessante para a cidade trazer para meu bairro um pontinho que seja a festa. E por que? Bem, se começou aqui então deveria ter um bairro alemão que fosse fixo o ano todo. Um caso a se pensar, não é?

Museu Casa de Santos Dumont

Foi residência de verão de Alberto Santos Dumont, Pai da Aviação, sendo conhecida como “A Encantada”. O museu conta com a famosa escada em sentido pé esquerdo e pé direito, além de livros, móveis e algumas de suas invenções.

Na parte alta da casa, há um espaço reservado para o mini cinema onde conta um pouco de sua história e trajetória, além de um lugar interessante para souvenires.

Uma observação é pertinente aqui! A gerente do local, Simone Wayand, nos últimos dois anos atendeu ao pedido da Secretária de Assistência Social e resolveu que deveria aceitar meninos que tenham descumprido a lei e sido julgados e levados a cumprir as penas sócio educativas.

(Museu Casa de Santos Dumont – Petrópolis – RJ)

Como o próprio nome já diz, a medida é SÓCIO EDUCATIVA, e com muito orgulho digo que junto a Simone conseguimos 10 vagas entre os períodos da manhã e tarde para que eles pudessem viver uma realidade diferente. Sem dúvida foi um passo importante para a prefeitura, mas principalmente para os meninos que puderam ter a chance de vivenciar uma realidade diferente de seu cotidiano.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: