Ataturk, e a independência Turca

Vamos resumir a história dessa lenda entre os turcos para que não fique muito extensa e fora de propósito. Como sempre falamos de personagens importantes pelos países que visitamos não poderíamos deixar de falar de Ataturk. Cada século e datas com suas respectivas importâncias, e o fim do século XIX e começo do XX, foram cruciais para o atual momento da Turquia.

Quando no fim do século XVIII o império otomano já havia entrado em conflito com Viena e Veneza, perdido território Sérvio, e precisou de uma reformulação e modernização para assegurar a retomada contra os austríacos e russos em sequência.

Ou seja, o fim do século XVIII já tinha sido confuso e algumas potencias já estavam incomodadas com a influência direta dos turcos por tanto tempo. Foi aí que os Bálcãs mostraram mais uma vez sua força e a Grécia logo despertou por sua independência em 1829, o que, assim como na América do Sul, impactou diretamente nos vizinhos.

Agora que os gregos, armênios, albaneses e búlgaros tomaram coragem para ir contra o império, os otomanos por sua vez dizimaram milhares de armênios por um período longo de quase 25 anos, entre 1894 e 1918. Sabemos que datas não nos prendem, então vamos pensar que a primeira guerra esteve presente durante esse momento tão conturbado nos Bálcãs.

Inúmeros foram os casos de violência extrema entre os países balcânicos com a Bulgária tomando território romeno, albaneses entrando em choque com macedônios e a Áustria invadindo território bósnio.

Aqui é a chave para a toda essa história. Alguém leu o post sobre a Hungria? Para quem não leu, vale aqui um paralelo entre húngaros e otomanos…. Ambos entraram em guerras para recuperar território perdido em outrora. Húngaros por terem perdido e muito na primeira guerra e otomanos por ter perdido muito durante o século XIX. Olha aí como os dois séculos foram extremamente importantes.

Como a Turquia apoiou a primeira guerra, sua sanção foi pesada e muito de seu território foi tomado por ingleses, italianos e gregos até que um nome aparece. Ataturk, em Anatólia retoma as forças restantes e passo a passo expulsa as forças internacionais que ainda contavam com os franceses, que tinham base forte no oriente, abolindo assim o sultanato e instaurando a república.

(Mausoléu de Ataturk em Ancara, capital da república turca)

O progresso foi constante e a isenção na segunda guerra mundial foram consequências dessa retomada progressista, e outra vez seguida por governos que não conseguiam manter sua hegemonia, seguido por ditaduras até que o senhor Erdogan assumiu no começo do século XXI e mudou mais uma vez a história do país.

No porto de Kusadasi é possível ver uma estátua em homenagem a Ataturk bem ao lado de onde os navios param. Um nome que sem dúvida marcou o país por conseguir unificar um país que estava esfarelado.

Mustafa Kemal, mais conhecido como Ataturk, ou seria, o pai dos turcos?

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: