Skopje, a capital da Macedônia

Um país pequeno e com muita história, grandes nomes e muitas mudanças estruturais, o nome dele é Macedônia. Não pera! A Grécia não deixou, a ONU e OTAN acataram e a EU ainda não aceitou sua entrada por conta disso. Que confusão, não é? Estamos falando então, da Macedônia do Norte.

Skopje foi incendiada, invadida, destruída, reconstruída, tomada, devolvida e apesar disso tudo ainda guarda para si uma concentração enorme econômica e isso é histórico, pois uma construção ferroviária ainda no século XIX fez com que a cidade conseguisse se reerguer após séculos de batalhas. Mencionei os desastres naturais como terremotos? Faltou essa!

Se em outro momento contamos o passado de Alexandre, o Grande, e Madre Teresa, sendo duas grandes personalidades e com muita história, agora vemos uma cidade sendo reconstruída e com um projeto de renovação sendo instaurado. Pelo que se pode ver nas ruas, e a insatisfação dos locais, parece que tudo é meio fake. Impressão que tivemos também ao passar por duas outras cidades pelo mundo: Miami e Cancun, pois parecem montadas para o turista.

No caso de Skopje essa mudança faz parecer que sua história tão rica está sendo deixada de lado. A corrupção é presente no país e fica a pergunta: será mesmo que a preocupação foi o turismo? Tirar campos e parques para a realocação de monumentos não parece uma boa ideia.

(Apenas uma mostra do que estão fazendo com a memória local – Ponte das Artes)

Se voce fez o roteirinho que deixei como opção no texto sobre Alexandre, o Grande, então é bem possível que não curta essa capital tanto quanto as outras.

O QUE FAZER EM SKOPJE

Falando em roteirinho, vamos deixar algumas dicas do que fazer por aqui:

Como ontem fizermos um post falando de Madre Teresa, nada mais justo que falar do museu dedicado a ela. O horário de funcionamento é de 9 da manhã as 8 da noite, e aos fins de semana acaba por fechar mais cedo, as 14 horas. Vale a pena visita, até porque o museu se localiza no mesmo local que antes era uma igreja, e o mais interessante é que nesse local ela fora batizada. Muita história, não é?  

MOSTEIRO DE SÃO PANTALEÃO

Seguindo o roteiro religioso passamos pelo mosteiro de São Pantaleão. Agora vamos a mais uma curiosidade, um mosteiro ortodoxo em meio a um país de bases muçulmanas, e com uma personagem do tamanho de Madre Teresa em seu histórico.

O interior é repleto de pinturas típicas do império bizantino (referência ortodoxa nos Bálcãs), e a visita é uma das mais bonitas da cidade. A arte representada em suas paredes simboliza bem a diversidade religiosa ainda presente no país.

Para chegar ao mosteiro tome o ônibus de número 28, agora, caso queira uma opção barata, mas se por acaso quiser chegar mais rápido vá de taxi ou algo estilo Uber. A cidade tem muita coisa a ser vista e perder tempo no para e anda do ônibus nem sempre vale a pena.

(MOSTEIRO DE SÃO PANTALEÃO)

GRANDE BAZAR

Quem já pode passar por Instambul, ou algumas cidades turcas e teve o prazer de ver alguns mercadões, saberá curtir esse local. Assim como Sarajevo parece um bairro turco, com mil lojinhas, restaurantes, igrejas e claro algumas mesquitas adornando a vista ao longo do passo.

E possível ver e até interagir com alguns locais que por aqui parecem estar mais dispostos a um bom papo mesmo que a língua seja um possível entrave inicial, e nada que uma boa mimica e umas palavras recém aprendidas não resolvam.

(GRANDE BAZAR)

MONUMENTOS PELA CIDADE

Alguns monumentos valem a pena na cidade, como o de Alexandre, o Grande, que fica bem central e praticamente todos que visitam a cidade o veem. Mas tem um lugar diferente que vale a pena a visita, e sendo a céu aberto não tem porque não dar uma passadinha. A PONTE DA ARTE, que tem sob suas esculturas modernas o Rio Vardar que após ter visto tantas intercorrências ao longo dos séculos agora passa por essa ponte que é o símbolo do moderno na cidade, ou o que para alguns, o símbolo do estranho.

(A quem quiser passar por aqui e conferir a tentativa de modernizar a cidade)

Curtiu?

Então vem com a gente,

Equipe Guias & Trilhas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: