Madre Teresa é macedônia

Se voce acredita que o turismo não envolve absolutamente tudo, então pare e repense alguns de seus conceitos. O historiador e filósofo Karnal, diz que tudo existente é relacionado a história, logo tudo é relacionado ao turismo, e quiçá em proporções ainda maiores. Madre Teresa não foi somente uma missionária, mas uma propagadora de um conceito, mais até que uma religião.

Conhecida como mãe dos pobres nasceu na Macedônia, ou o que era parte do território macedônio na época, e se transferiu para a Índia aos 18 anos, mais precisamente em Calcutá. Seu legado foi muito superior ao que muitos poderiam acreditar e sua dedicação aos necessitados mais que os necessitados, como ela dizia, passou a ser seu foco.

Passou a ser uma figura pública e ganhou ainda mais notoriedade após sua aproximação ao Papa João Paulo II. Recebeu o prêmio Nobel da Paz em 1978 e quando canonizada pelo Papa, ainda levou ao mundo algumas mensagens por ele dirigidas a ela.

Segundo o Papa,

“Sua missão nas periferias das cidades e nas periferias existenciais permanece até hoje como testemunho eloquente da proximidade de Deus aos mais pobres entre os pobres.”

“Madre será a santa de todos os voluntariados”;

“A beata fez sentir sua voz aos poderosos da terra para que reconhecessem suas culpas diante dos crimes da pobreza criado por eles mesmos”;

(Madre Teresa de Calcutá)

Nossa intensão aqui não é contar a história de Madre Teresa, mas sim apresentar mais uma personagem histórica, e de história bem recente, que faz parte de um contexto muito bacana do país que exploramos essa semana.

Ganhadora do Nobel da Paz, nascida em um país que fazia parte de um bloco visado também pela guerra fria, condecorada pela própria Jugoslávia, canonizada e querida por grande parte do mundo. Essa personagem não poderia deixar de fazer parte do Guias & Trilhas, e quando for a Macedônia, não se esqueça de que ela abraçou a religião católica estando em um país muçulmano.

Sua mensagem era bem clara, transformar o amor em atitude viva.

Madre Teresa transformou e influenciou o mundo, então mesmo você que não é católico pode começar a pensar que essa mulher humilde se entregou para uma mudança profunda do ser humano.    

Alguns pensadores, críticos e escritores como o britânico Christopher Hitchens criticavam muito sua postura, principalmente por não se importar a procedência de algumas doações e manter relações muito próximas a alguns ditadores. Mas sabendo a história de Tito por exemplo, será que não era uma maneira de manter seu trabalho de caridade ativo?

De todas as maneiras suas obras se espalham por todo o mundo e estamos a completar 23 anos de sua morte. Mesmo enferma e com seu coração e corpo cansados, ela se manteve na ativa até seus 87 anos.

Seu trabalho e sua mensagem foram maiores do que apenas uma religião.

“O importante não é o que se dá, mas o amor com que se dá”. Madre Teresa de Calcutá.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: