O calcário é marcante em boa parte dos Bálcãs e na Eslovênia não é diferente para um país que tem aproximadamente 20 mil quilômetros quadrados, fazendo fronteira com Itália, Hungria, Croácia e Áustria. E por ter vizinhos eslavos do sul, fez parte da extinta Jugoslávia e consequentemente do governo comunista de TITO,  e que teve sua independência em 91, onze anos após a morte do governante.

Para quem perguntar aos mais antigos jugoslavos verá que muitos ainda defendem o antigo regime alegando não faltar nada e ter sistemas de educação e saúde muito bons e que atendiam bem a população. Hoje o IDH é alto e até 2017 ocupava a 25°posição no mundo segundo a country economy, o que fez de o país ter uma economia forte baseada em uma indústria firme, pecuária e pesca resistentes e o turismo como esperança real para muitos eslovenos.

Economia

O mar Adriático favorece a pesca assim como o rio Drava que corta a ponta leste do país fazendo da pesca um segmento de grande importância. O turismo também vem se intensificando ao longo dos últimos 20 anos, ou melhor, desde que o país entrou para a União Europeia em 2004 a estrutura do país é de dar inveja na grande maioria dos países do mundo, mesmo com sua reduzida população de 2 milhões de habitantes.  

As exportações são destinadas em grande parte para os membros da União Europeia com cerca de 80% de seus produtos direcionados a Alemanha e Itália.

Sistema politico

O país é liderado por um sistema de república democrática parlamentar com eleições diretas, e conta hoje com alguns membros de importância para a EU. Na Comissão Europeia a Eslovênia tem Violeta Bulc como comissária dos transportes por exemplo, e outros 7 membros no Comitê Econômico e Social Europeu.

Segurança

Em 2018 a última edição do global da paz, criada pela revista The Economist, classificou apenas 13 países neste seleto grupo, e a Eslovênia está entre eles na 11° posição. É incrível que em ainda em 2018 os registros apontaram apenas 5186 casos de roubo, 157 assaltos e inacreditáveis 22 casos de estupro. A tranquilidade é vista nas ruas e sentida por locais ou turistas de dentro ou fora do tratado de Schengen.

Segundo o criminalista local Aleš Završnik, professor e pesquisador do Instituto de Criminologia da Faculdade de Direito de Liubliana, uma mescla de fatores ajudam no processo e o não armamento e o sentido de cooperação social herdado do estado socialista são fatores importantes, fazendo com que a população compreenda que o estilo de vida adotado é de beneficio de todos.

Educação

O investimento em educação vem desde a guerra fria mesmo durante a existência da Jugoslávia e esse nível de excelência foi trazido para os dias atuais. O país é muito bem posicionado nos rankings internacionais como o PISA e OCDE, que avaliam o nível escolar dos países. A Eslovênia com sua educação gratuita chegou a 12° colocação e mais uma vez Aleš Završnik indica que o período de TITO, foi crucial para dar base ao que se pode ver hoje.

Observação da equipe

Quando estive nos Bálcãs tive o privilégio de conversar com muitas pessoas e como bom jornalista, e curioso que sou, optei por sempre perguntar aos locais como foi o período de Tito e se eles sentem a diferença para os dias atuais. Como foi inserido na matéria do governante, a localização geográfica e o rompimento com o a URSS foi de extrema importância para que já nessa época pudesse feito um trabalho que conseguisse abraçar, cultura, economia e força militar para que em conjunto soubesse intermediar bem as relações entre capitalismo e socialismo.

 A frase que mais me marcou nesse tempo foi: “…tudo mudou quando vimos a primeira garrafa de coca cola nos mercados…”, ou seja, o equilíbrio já não estava mantido. Essa frase foi de uma guia local que tive em Medjugorje na Bosnia.   

Vale lembrar que nenhum de nós defende partido ou sistema político nenhum, apenas foi uma constatação de fatos levando em consideração que a antiga Jugoslávia fazia bem essa relação entre ocidente e leste europeu e que sua economia se mantinha dessa boa relação e de suas medidas de exportação e importação sem interferências.  

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: