Dom Pedro II

Se você já ouviu falar em Petrópolis, então esse Dom Pedro II apareceu em algum momento. Engana-se aquele que acha que só o pai Dom Pedro I foi importante para nossa história. Já que estamos falando em pai então vale dizer que o pequeno Pedro só assumiu o trono em 1840, pois estava sob tutela três grandes nomes:  Bráulio Muniz, Costa Carvalho e Francisco de Lima e Silva (Que trataremos melhor mais adiante em outro post).

FORMAÇÃO

Sua formação foi muito difícil e bem típica da realeza, afinal o estudo era peça fundamental para o crescimento pessoal, profissional e claro do país. Quando éramos pequenos quantas horas passávamos em frente aos livros e quantas brincando com nossos amiguinhos? Bem, nesse caso ele passava praticamente o dia todo viajando e apenas 2 horas de lazer. Se tornou um cdf é claro, mas também um grande líder.

Para se tornar líder teve na regência trina citada acima sua base e que o respaldou de 1831 a 1840, quando finalmente assumiu o trono em 1841. Seu reinado durou até 1889 e só caiu quando a republica tomou o poder. Durante esse tempo várias batalhas foram travadas como a guerra de farrapos, que fez mais uma vez o brasil se mostrar mais forte unido. Vamos fazer uma análise rápida histórica, quando o Império caiu o Brasil não conseguiu fazer grandes mudanças e antes de dar início ao século ainda tivemos que enfrentar a famosa guerra de canudos no Nordeste que lutava contra a opressão rural na Bahia. O que queremos dizer é que a república prometia algo que não seria capaz de cumprir tão rapidamente, e a prova veio um pouco depois.

UM POUCO MAIS DA VIDA PESSOAL

Agora que já sabemos que essa luta interna nossa é histórica e que Dom Pedro II era um homem estudado e capaz, vale a pena saber um pouco mais sobre sua vida pessoal. Era considerado um viajante e por suas andanças pelo mundo costumava trazer inúmeras tecnologias como o telefone. Em uma época em que uma mensagem demorava dias para chegar ao destino pegar o telefone e fazer uma ligação parecia algo de outro mundo, mas no caso era apenas de outro país e o Imperador resolveu trazer para cá.

A educação é fruto de um representante digno e com certeza se você está lendo esse texto é porque busca conhecimento. Dom Pedro II não era diferente e chegou a cogitar a profissão de professor caso não fosse imperador o que é incrível. Não seria diferente para ele que assim como cada um de nós, entusiastas por viagens, procura a cultura a cada instante. Para quem não leu vale comprar o livro 1808, nesse livro mostra bem os feitos da família quando chegou ao brasil.

FANÁTICO POR CONHECIMENTO

Se nosso Imperador era fanático por conhecimento, tinha como melhores amigos os livros, viajava e trazia consigo tecnologia e aprimoramento será que ele era a favor da escravatura? Quando tiver com algum guia que entenda de Petrópolis ou da família imperial, pergunte, questione. Uma cabeça que pensava fora da caixinha e que viu ao redor do mundo o modo escravista cair não podia ser a favor da escravatura. Esse pensamento já vinha ganhando corpo muito antes da princesa Isabel assinar a lei áurea. Vale ressaltar também que Dom Pedro II não tinha nenhum escravo sob sua tutela e sim empregados, que visão não é mesmo?

Será que a lei do ventre livre de 1871 teve alguma coisa a ver com a abolição anos mais tarde?

POR FIM

IMAGEM PINTEREST – DOM PEDRO II

Estamos chegando ao fim desse resumo da vida desse ícone brasileiro, então vamos deixar o passo a passo da queda do Império.

 Teve um evento que uniu bastante os brasileiros negros e brancos e dificilmente há algo que o faça tão bem quanto o medo, e este veio com a guerra do Paraguai. Vale lembrar que o Paraguai era uma grande potência da época e o Brasil entra na guerra com negros e brancos lado a lado. Uma pena é entrar no museu imperial ainda na cachoeira e ver um quadro enorme que pega toda a dimensão da parede de ponta a ponta e ver pouca referência de negros nesse confronto.

Bem, foi aqui que a republica começou a ganhar força ainda em 1870 e em 1889 liderados pelo general Deodoro da Fonseca destronou Dom Pedro com um golpe militar (engraçado não é mesmo, como temos histórico?), e vimos o imperador se mudar para a Europa em exilio.

Morreu em paris e quem puder visitar a igreja de Madeleine saberá que aqui foi o velório do imperador. Tinha um pedido inusitado, pois queria que fosse enterrado sob terra brasileira e tinha em eu quarto uma caixinha com terra de praticamente todas as províncias e assim foi feito.

Deixou sua esposa Tereza Cristina de Nápoles, e 4 filhos: Isabel, Pedro, Afonso e Leopoldina.

Uma última curiosidade fica por conta de sua esposa. Sua ansiedade era tamanha que esperou pacientemente por sua chegada ao porto e assim que atracou não titubeou e logo subiu a embarcação para vê-la, afinal tinha recebido informações quentes que a prometida era de beleza única. Pois bem, sua frustação foi tanta que a única reação possível foi voltar rapidamente aos seus aposentos e apenas dirigir com toda educação a moça um breve: “…boa noite e até amanhã!…” Que falta fazem as redes sociais, não é mesmo?

Bem por hora é isso pessoal,

Esperamos que tenha curtido e sempre que quiserem nos mandem mensagens.

Vem com a gente

#guiasetrilhas

Guias & Trilhas

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: