Capital politica, econômica e principalmente cultural do país, Zagreb capital do país se destaca entre as capitais europeias. Digo principalmente cultural, pois a cidade dispõe de mais de 20 museus e 10 teatros. Incrível como uma cidade tão grande, já foi divida e governada por diferentes poderes. Uma cidade era chamada Kaptol e a outra Gradec. A futura cidade unificada era dividida por um córrego. Esse córrego chamado Medvescak, foi palco de inúmeros conflitos e o mais conhecido é o da ponte de sangue. A cidade segue dividida, porem agora se divide entre cidade alta e cidade baixa.

sangue

(Na esquina dessa ruazinha fica a Ponte de Sangue)

A parte que mais me interessava, era a parte histórica. A cidade divida entre parte moderna e parte histórica. A parte moderna tem seus atrativos, mas me dediquei à histórica ou cidade alta.

Muitos são os atrativos na cidade e para conhecer tudo e desfrutar de toda a parte cultural, teria que passar no mínimo um mês. Não passei um mês e sim 3 dias, que deu para visitar muita coisa. Uma delas foi a Catedral da Assunção da Sagrada Virgem Maria. Suas torres são tão altas, que pode ser vista de praticamente qualquer ponto da cidade.

catedral de asunção

(Catedral da Assunção da Sagrada Virgem Maria)

Seu interior é magnífico, e mesmo após o século XIII com invasões tártaras (mongóis) e terremotos ao longo dos séculos, suas obras não acabam. O estilo gótico passou a ser neo gótico. E as pedras que antes eram retiradas de pedreiras próximas, ou seja, pedras porosas. Hoje as pedras têm que ser importadas para que não seja necessário novas paradas para reformas. Ao lado da catedral, tem duas amostras do que pode ser feito com as novas pedras e como ficavam as antigas. Antes era necessário fazer esse tipo de reparação de vinte em vinte anos.

catedral de asunção interno

(Interior da Catedral da Assunção da Sagrada Virgem Maria)

Um monumento tão importante, tão imponente, não poderia ser deixado de lado. Dedicado a Assunção e São Estevão, a catedral detém O TESOURO, que preserva materiais e relíquias religiosas. Esse tesouro se encontra no porão da sacristia do bispo. A beleza da cidade é diferente da do restante do país, principalmente se comparada as belezas naturais da costa dálmata. Mesmo sendo inteiramente diferente, passear numa cidade como essa e poder passar pela catedral, não têm preço. Uma dica legal, já que sempre digo que passo pelos mercados das cidades, em frente à catedral tem uma cafeteria. Ao lado, tem uma ruela que leva a um mercadão. Vale a pena passar para olhar. Fazer parte do local é muito bom, e poder comer algo que eles comem entre si, assim como poder tomar alguma coisa que eles tomem.

Caminhando pela parte histórica, não se pode deixar de visitar a Igreja de São Marcos. Antes de chegar a igreja de são marcos, temos que passar pelo portão de pedra. Hoje o único que sobreviveu ao tempo e as guerras. Esse portão é a entrada para Gradec, em frente tem uma estatua. Essa estatua é de São Jorge sobre o cadáver de um dragão. Passando pela estatua e virando a esquerda, temos o portão. Na verdade não é bem um portão e sim um cotovelo que une as ruas baixas e altas. Nesse portão, temos a pintura da padroeira da cidade.

(Estatua de São Jorge)

Seguindo a rua, chegaremos a uma praça interessante. Aqui se encontra a praça dos poderes. Alem da sede do governo, encontramos também a igreja de são marcos. A igreja teve sua obra concluída no século XIV, sua telha é muito resistente e foi trazida da Alemanha. Segura bem temperaturas extremas tanto altíssimas como baixíssimas. A telha é feita de um tipo de azulejo diferente, e os desenhos feitos no telhado coloridinho significam os brasões das regiões da Croácia.

igreja de são marcos

(Igreja de São Marcos)

Quando disse que na mesma praça se encontravam os poderes croatas, não quis dizer só pela lindíssima igreja, mas sim pelos prédios que a cercam. O palácio do governo e o prédio do parlamento são os mais importantes prédios na praça. O palácio do governo durante a segunda guerra chegou a ser sofrer danos em sua estrutura e foi devidamente restaurado.

Em frente a praça, descendo pela ruazinha, temos três opções interessantes para terminar o tour tradicional pela cidade. Não comentei no inicio, pois tinha muita coisa para ver na subida. O mercado, por exemplo, se tomarmos o funicular logo de cara, teríamos que fazer o caminho inverso a catedral. Então temos o funicular, temos como se fosse uma torre de proteção a invasores.

funicular

(Funicular da cidade de Zagreb)

Reza a lenda que um dos tiros que espantou a ultima leva de invasores, acertou o frango que estava sendo assado na hora da refeição. Essa foi sua ultima refeição em terras croatas. Um canhão hoje em dia, sona todos os dias ao meio dia para sinalizar a vitoria e muitos turistas vão de encontro à torre para escutar o canhão e ter uma das melhores vistas da cidade. Ultimo ponto desse local é o museu das relações terminadas (tudo depende da tradução). Esse museu foi eleito a pouco como o museu mais inovador da Europa, e realmente é bem interessante. Repleto de objetos deixados por ex amantes, o museu mostra como o amor pode não ser para todo o sempre. Eu mesmo quase deixei minha contribuição, não deixei, mas valeu muito para me fazer pensar em como dar o próximo passo.

canhão da cidade

(Torre onde foram disparados os disparos de canhão)

Uma dica fundamental para quem vai a Zagreb. Visitar os museus que cercam a cidade. São muitos museus como disse antes, e pra quem gosta de museu vale a pena mesmo passear pela cidade. É uma cidade muito bonita e os museus são próximos uns aos outros. Então caso queira se aventurar, não se esqueça das roupas leves e um tênis confortável. Uma parada não obrigatória, mas para quem não quer a noite no hotel, é

perguntar se haverá alguma apresentação no teatro nacional. Amarelinho, lindo.

teatro zagreb

(Teatro de Zagreb – Croácia)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: